Conferências TED

filme

As primeiras conferências TED (Technology, Entertainment, Design) surgiram em 1990. As apresentações são limitadas a dezoito minutos e embora a ideia inicial fosse divulgar tecnologia e design, com o aumento da popularidade os temas abordados passaram a ser mais amplos, abrangendo quase todos os aspectos da ciência e cultura. Entre os oradores das conferências estão Bill Clinton, Al Gore, Gordon Brown, Bill Gates, os fundadores da Google e diversos vencedores do Prémio Nobel.

Neste local, poderás visualizar alguns dos vídeos disponíveis nessas conferências em que o tema é obviamente a matemática, ou em casos mais genéricos a educação. Todos os vídeos, apesar de estarem em inglês, possuem legenda em português.

A actual estrutura curricular da matemática está a ensinar os alunos a esperar - e a dominar - problemas com todos os dados conhecidos, o que retira às crianças uma capacidade mais importante do que a de resolver problemas: a capacidade de formular problemas.
Há sempre alguém que pergunta ao professor, "mas eu vou usar o cálculo na vida real?" E para muitos de nós, diz Arhtur Benjamin, a resposta é não. Ele oferece-nos uma proposta ousada de como tornar o ensino de matemática relevante na era digital.
Nunca se viram dados apresentados desta maneira. Com o dramatismo e o ímpeto de um comentador desportivo, o guru da Estatística, Hans Rosling, desfaz mitos acerca do tão chamado "mundo em desenvolvimento".
Aos 12 anos, Freeman Hrabowski marchou com Martin Luther King. Agora ele é o reitor da Universidade de Maryland, Condado de Baltimore (UMBC), onde trabalha para criar um ambiente que ajude estudantes sub-representados - especificamente afro-americanos, latinos e alunos de baixos rendimentos - a se formarem em Matemática e Ciências. Ele compartilha os quatro pilares da abordagem da UMBC.
Num espectáculo animado, o "matemágico" Arthur Benjamin corre contra uma equipa de calculadoras para calcular quadrados de três algarismos, resolve outra enorme equação mental e adivinha algumas datas de aniversários. Como é que o faz? Ele vai dizer-lhe.
O investigador Hans Rosling usa os seus dados divertidos para mostrar como é que os países estão a sair da pobreza. Ele faz uma demonstração da Rua do Dólar, comparando lares com vários níveis de rendimento à volta do mundo. E depois, faz uma coisa realmente incrível.
Qual foi a maior invenção da Revolução Industrial? Hans Rosling defende ser a máquina de lavar roupa. Com gráficos novos do Gapminder, Rosling mostra-nos a magia que aparece quando o crescimento económico e a electricidade transformam um dia aborrecido de lavagem de roupa num dia intelectual de leitura.
Há pessoas que podem rapidamente memorizar uma lista de milhares de números, a ordem de um baralho (ou de dez!) e muito mais. O escritor cientista Joshua Foer descreve a técnica - chamada de palácio da memória - e mostra as suas características mais notáveis: qualquer um pode aprender a usá-las, inclusive ele.
Sir Ken Robinson propõe de uma forma interessante e profunda a criação de um sistema educativo que acarinhe (em vez de minar) a criatividade.
Dos foguetões aos mercados bolsistas, muitas das criações humanas mais entusiasmantes são potenciadas pela matemática. Então porque é que os miúdos perdem o interesse nela? Conrad Wolfram diz que a parte da matemática que ensinamos - cálculo manual - não é apenas entediante, é sobretudo irrelevante para a matemática real e para o mundo real. Ele apresenta a sua ideia radical: ensinar aos miúdos matemática através da programação informática.
Hans Rosling era um jovem estudante na Índia quando ele percebeu pela primeira vez que a Ásia tinha todas as capacidades para recuperar seu lugar na força econômica dominante mundial. No TEDIndia, ele mostra o gráfico do crescimento econômico global desde 1858 e prevê a data exata em que a Índia e a China irão ultrapassar os Estados Unidos.
Porque é que 'X' é o símbolo para algo desconhecido? Nesta curta e engraçada conversa, Terry Moore partilha a resposta surpreendente.
Que pode a matemática dizer sobre a história? Segundo Jean-Baptiste Michel, bastante. Desde mudanças na língua a guerras sangrentas, ele mostra como a história digitalizada começa agora a revelar profundos padrões subjacentes.
Robert Lang é um pioneiro das novas formas de origami - ele usa princípios matemáticos e engenharia para dobrar desenhos intrincados e alucinantes que são belos e, às vezes, muito úteis.
Na conferência EG de 2008, o famoso desenhador de puzzles Scott Kim leva-nos por dentro da mente de um criador de quebra-cabeças. Indo buscar exemplos à sua carreira, ele apresenta alguns dos tipos mais populares, e partilha os fascínios que inspiraram alguns dos seus melhores.
Na sequência da sua já lendária palestra de 2006, Sir Ken Robinson demonstra-nos de uma forma divertida e pertinente como é necessário fazer uma mudança radical -- de uma escola estandardizada para uma aprendizagem personalizada -- e assim criar condições para que as aptidões naturais das crianças possam desabrochar livremente.
Sir Ken Robinson aponta 3 princípios cruciais para a mente humana prosperar — e como a atual cultura educacional trabalha contra eles. Numa conversa divertida e provocadora, diz-nos como sair do "Vale da Morte" educacional que enfrentamos hoje, e como estimular os nossos jovens com um clima de possibilidades.
O físico Geoffrey West descobriu que por detrás das dinâmicas das cidades operam leis matemáticas simples - riqueza, taxa de criminalidade, ritmo do passo e muitos outros aspectos de uma cidade podem ser deduzidos a partir de um simples número: a sua população. Nesta desafiante palestra para a TEDGlobal, ele mostra como funciona e como leis semelhantes se aplicam a organismos e empresas.
O mundo gira em torno de simetria - desde o spin de partículas subatômicas até a beleza estonteante de um arabesco. Mas há nisso mais do que o olho pode ver. Aqui, o matemático de Oxford, Marcus du Sautoy, oferece um vislumbre dos números invisíveis que une todos os objetos simétricos.
O Professor Richard Baraniuk da Universidade de Rice explica a visão por detrás do Connexions, o seu sistema de educação open-source online. Este sistema não utiliza manuais, permitindo aos professores partilhar e modificar os materiais do curso livremente, em qualquer parte do mundo.
Rita Pierson, professora há 40 anos, ouviu uma colega dizer: "Não me pagam para gostar dos alunos." A sua resposta: "Os miúdos não aprendem com pessoas de quem não gostam." Uma estimulante chamada aos educadores para acreditarem nos seus alunos e para se ligarem a eles a um nível real, humano e pessoal.
Salman Khan fala sobre como e por que razão criou a notável Academia Khan, uma série de vídeos educativos cuidadosamente estruturada, que oferece formação curricular completa em matemática e, agora, noutras matérias. Ele mostra o poder dos exercícios interactivos, e apela aos professores para considerarem a hipótese de revolucionar os métodos habitualmente utilizados na sala de aula.
Com um humor cativante, o matemático Eduardo Saenz de Cabezon dá-nos uma resposta à pergunta que enlouqueceu os estudantes de todo o mundo: para que serve a Matemática? Assim, mostra-nos a beleza da Matemática, que não é senão a espinha dorsal da ciência. Os teoremas, não os diamantes, esses sim são para sempre.
Eles são compostos por milhões de dígitos e é preciso um exército de matemáticos e máquinas para caçá-los. É impossível não gostar destes números primos enormes. Adam Spencer, comediante e nerd da matemática partilha a sua paixão por estes números invulgares e pela magia misteriosa da matemática.

Total de vídeos das conferências TED: 24


logo do TED

Os organizadores, que fazem parte de uma fundação privada sem fins lucrativos, procuram segundo as palavras da própria organização, "divulgar ideias que merecem ser disseminadas". Se tiver conhecimento de outros vídeos das conferências TED que ache que mereçam ser divulgados, faça-nos chegar essa sugestão através da página Contactar. Obrigado.