Assiste hoje mesmo às nossas aulas em vídeo com centenas de exercícios resolvidos. Aproveita e esclarece as tuas dúvidas todas!

O que são extremos absolutos e relativos?

pequenas respostas para grandes perguntas

Todos nós já passamos por pontos altos e baixos na vida. Existem alturas em que parece que o mundo se uniu para nos tramar e tudo corre mal. Felizmente, existem momentos em que ocorre o oposto e somos invadidos pela felicidade. Estes pontos altos e baixos são frequentes em diversas situações do dia a dia. Como a matemática é muitas vezes utilizada para solucionar problemas reais, existem várias ferramentas para detetar esses pontos. Para poder responder à pergunta que nos foi colocada, vamos recorrer a um pequeno exemplo:

gráfico com extremos absolutos e relativos

A distinção entre extremos absolutos e relativos é relativamente simples. Um extremo absoluto, não é mais que o local onde a função atinge o ponto mais alto ou o ponto mais baixo. No gráfico anterior podemos ver que o ponto mais alto é o ponto `a`, este ponto é designado por máximo absoluto. Em contrapartida, o ponto `x_5` representa o ponto mais baixo, designado por mínimo absoluto. No entanto, existem outros pontos onde a função atinge um mínimo local, por exemplo, o ponto `x_2` é o mais baixo naquela "vizinhança", assim sendo, recebe o nome de mínimo relativo. Por outro lado, o ponto `x_6` é o mais alto junto dos seus vizinhos e assim sendo recebe o nome de máximo relativo. Uma função pode ter vários máximos e mínimos relativos, mas como é evidente só pode ter um máximo e um mínimo absoluto.

Como é que isto é útil na prática?

Vamos supor que o gráfico acima representa as vendas de uma empresa ao longo do ano, sendo que, o eixo horizontal representa a passagem dos meses e o eixo vertical (que não está visível) representa o volume de vendas. Neste caso, é importante saber em que alturas do ano é que as vendas atingem um pico máximo ou mínimo. Com esse conhecimento podemos dar ordem à produção para intensificar o trabalho caso se preveja um ponto alto nas vendas. Pelo lado oposto, pode-se tornar necessário dispensar trabalhadores ou afetá-los a outras atividades, isto se soubermos com antecedência, que estamos prestes a baixar as vendas significativamente. Existem diversos problemas de otimização em que é necessário descobrir o local onde a função atinge um máximo ou um mínimo. Tanto pode ser para achar o lucro máximo de uma empresa, bem como, para encontrar a despesa mínima para produzir determinado produto. A matemática permite-nos responder com eficácia a todas essas questões!

   Foi interessante? Então partilha!

Gostarias de referir este texto num trabalho escolar?

NUNES, Vitor F. R. "O que são extremos absolutos e relativos?", matematica.pt. Disponível em: https://www.matematica.pt/faq/extremo-absoluto-relativo.php, acedido em 23 de Julho de 2024.



Utiliza este espaço para comentários ou dúvidas

Neste local poderás colocar os teus comentários e as tuas dúvidas. Todas as mensagens que não estiverem diretamente relacionadas com este tema, ou que eventualmente contenham linguagem considerada imprópria serão removidas.

Foram feitos 4 comentários/dúvidas.
17 de Março de 2020, 15h16

Mensagem de Rita Moura

Olá, gostei muito da vossa explicação mas fiquei com uma duvida. Quando num exercício nos pedem os máximos relativos da função o máximo absoluto também conta?

18 de Março de 2020, 08h16

Mensagem de Vitor Nunes

Olá Rita,
Sem querer entrar em grandes detalhes matemáticos, com fórmulas e tudo o mais, a definição de máximo relativo diz-nos que é um ponto que representa o valor mais alto numa determinada vizinhança de pontos. Tendo em conta que isso também acontece nos máximos absolutos, chegamos à conclusão que qualquer máximo absoluto também é um máximo relativo. O inverso, como é óbvio, não se aplica. Concluindo, se um determinado exercício nos pedir para indicar os máximos relativos de uma função, devemos incluir nessa lista o máximo absoluto.

11 de Maio de 2020, 07h21

Mensagem de Luiz Vieira

Excelentes esclarecimentos. Faria apenas um pequeno acréscimo sobre a questão da "vizinhança" do ponto de máximo ou de mínimo, dentro de um intervalo preparando o aluno para o conceito de limite e, finalmente, para o cálculo diferencial.

11 de Maio de 2020, 10h57

Mensagem de Vitor Nunes

Olá Luiz,
Eu entendo a sua recomendação e reconheço que o conceito de "vizinhança" foi abordado de forma muito superficial. No entanto, o objetivo do artigo era explicar a diferença entre extremos absolutos e relativos. Voltei a ler o texto com atenção e penso que essa distinção ficou clara.

Enviar Comentário/Dúvida




escrever carta

Consulta a nossa Lista de Perguntas para ficares a conhecer um pouco mais sobre os mais diversos temas relacionados com a matemática. Caso tenhas alguma pergunta (matemática) pertinente, cuja resposta não consigas encontrar facilmente, envia-nos um email através da página Contactar com essa dúvida. Teremos todo o gosto em responder. Na eventualidade de detetares algum erro nas nossas respostas, não hesites em avisar-nos!